A reportagem do Novo Jornal acompanhou Mineiro durante um dia. O resultado pode ser conferido na reportagem abaixo, de Viktor Vidal:

UM DOS MAIORES desafios de Fernando Mineiro, 55, como candidato do PT a prefeito de Natal é vencer um adversário comum à maioria dos postulantes ao lugar de Micarla de Sousa no Palácio Felipe Camarão: o fato de ser desconhecido para a maioria dos eleitores natalenses. Para reverter essa situação, ele faz corpo-a-corpo e mostra a cara em nome do ex-presidente Lula, da presidente  Dilma Rousseff e sob as bênçãos da deputada federal Fátima Bezerra, coordenadora política de
sua campanha.

No corre-corre que é o cotidiano dos candidatos, o NOVO JORNAL acompanhou terça-feira (14 de agosto) um dia na campanha de Fernando Mineiro. Houve uma sabatina no confortável auditório do Sebrae, Zona Sul; uma reunião na comunidade de Lagoa Azul, Zona Norte; uma caminhada na comunidade Novo Horizonte, na Zona Oeste.

8h
Para uma plateia de micro e pequenos empresários, dirigentes e funcionários, Fernando Mineiro falou
sobre suas propostas na abertura dos Encontros com os Candidatos a Prefeito de Natal, promovido pelo Sebrae/RN. Defendeu a Lei Geral para o setor, que permite a criação de consórcios simples para compra, venda e negócios nas áreas de vendas e serviços, como uma opção para estimular a realização de negócios e explicou que o seu plano de governo contempla a revitalização do comércio do Alecrim. Disse que Natal deveria ser um polo urbano de energia renovável e reuso da água. Mineiro falou sobre reforma urbana, Plano Diretor e que se for eleito, vai aprofundar a discussão sobre os problemas da cidade de forma proativa e definir o papel da capital na gestão metropolitana, principalmente, em razão de obras de grande impacto social e econômico como o Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante e o VLT (veículo leve sobre trilhos), que deve ser implantado na cidade até a Copa de 2014. Ele lamentou que a prefeitura de Natal tenha investido em 2011 pífios R$ 7.572,00 mil emciência e tecnologia.Na companhia do vice Carlos Alberto, Mineiro fez crítica à atual administração municipal e seu modelo de gestão, atrasado em sua opinião. O presidente do Conselho Delibertativo do Sebrae/RN, Sílvio Bezerra, cobrou uma proposta para o problema da ocupação do solo urbano em Natal devido às restrições da legislação. Mineiro, relator do Plano Diretor de Natal em 1994, aceitou a proposição de estabelecer uma parceria com o Sebrae através da Central Fácil para acelerar o processo de licenciamento de obras e reorganizar os serviços prestados pelas secretarias municipais.

10h50
Mesmo candidato a prefeito, o deputado Mineiro não deixa de comparecer às sessões da Assembleia Legislativa. No gabinete, recebeu o músico Klênio Barros, que ganhou uma bolsa para mestrado em Portugal e não tem como viajar. Mineiro se comprometeu a articular formas de encontrar apoio para o artista.

11h50
No plenário da Assembleia, o figurino informal é substituído pelo terno exigido nas sessões. Inscrito entre os oradores do dia, em um plenário esvaziado (havia somente seis deputados), Mineiro prestou seu apoio a pensionistas e inativos da Política Militar que cobravam o cumprimento por parte do Governo do Estado, da lei que lhes garante isonomia salarial aos ativos da PM. Também falou sobre o relatório do Tribunal de Contas do Estado que aprovou as contas do Governo Rosalba Ciarlini em 2011 com ressalvas, entre essas, o baixo desempenho na saúde. “O Governo gasta mais com publicidade que com a saúde”. Neste momento, só estavam em plenário ele e o deputado Hermano Morais, seu adversário na disputa pela prefeitura e que presidia a sessão.

13h10
Por causa da agenda cheia, o deputado teve que almoçar no restaurante da Assembleia.

14h40
Mineiro e o vice participaram de uma reunião com a candidata a vereadora pelo PT, Kelly Cristina, na comunidade Lagoa Azul, na Zona Norte, com 25 moradores. O lugar distante de tudo, não tem ruas calçadas, não tem saneamento, não tem linhas de ônibus, não tem escolas, não tem creches, não tem segurança, não tem coleta de lixo, não tem nada. O candidato se apresentou, falou de sua campanha e de seu compromisso com as pessoas mais necessitadas. “Não vamos fazer demagogia nem promessas malucas” e relatou que pretende firmar parcerias para melhorar a vida da comunidade.

16h05
No caminho à comunidade de Novo Horizonte, o candidato Mineiro e Carlos Alberto param em um canteiro central entre as avenidas Rio Doce e Itapetinga, na Zona Norte. É cumprimentado e chamado por moradores. O local será um dos pontos de interligação do Protransporte, mas se transformou em ponto de depósito de lixo por parte de carroceiros. A ideia dele é dotar com local de equipamentos urbanos.

16h40
Na comunidade Novo Horizonte, Zona Oeste, o périplo de Mineiro ganhou a presença da deputada Fátima Bezerra. Com 32 candidatos a vereador, o PT não fez coligações. Com um texto básico de apresentação, Mineiro repetiu inúmeras vezes que estava ali pedindo uma chance ao PT em nome de Lula, da presidente Dilma Rousseff para governar e transformar Natal em uma cidade melhor de se viver. Nas ruas do Novo Horizonte, ele se deparou com cenas inusitadas como por exemplo, um grupo de jovens que fumava maconha descontraidamente. Cumprimentou a todos. Foi de porta em porta, apertou mãos, deu abraços e conversou mais demorado com alguns. Entrou nos pequenos comércios do bairro. Conversou e ouviu reclamações que o poder público rabandonou o local. Às 17h48, em uma das ruas do Novo Horizonte, o carro da fiscalização do TRE aparece. Durante o acompanhamento que o NOVO JORNAL fez com o candidatos, a única vez que presenciou a ação dos fiscais em caminhadas foi com Mineiro.

19h
Até as 22h o candidato participou do Plenária com Mineiro, promovido por professores e servidores da UFRN que apoiam sua candidatura.

Anúncios