Esta eleição, especialmente o segundo turno, tem tomado um rumo deplorável, o qual traz à tona algumas questões que merecem nossa reflexão e questionamento.

A candidatura a prefeito de Hermano Morais, pelo PMDB, está utilizando o preconceito contra a comunidade LGBT, e outros sentimentos vis, como a homofobia, a lesbofobia e a transfobia, como argumentos de campanha.

Nesse momento, é preciso invocar o necessário respeito aos Direitos Humanos e à livre expressão da diversidade sexual como princípios. Acreditamos na possibilidade de construir uma sociedade igualitária na qual todos e todas tenham seus direitos respeitados, independentemente de raça, credo, classe social, orientação ou opção sexual.

Também é preciso lembrar que vivemos num Estado laico, onde o poder público não deve estar submetido a nenhuma religião ou mesmo a valores religiosos, respeitando-se a opção de cada cidadão e até mesmo o direito de não se ter nenhuma religião.

Não podemos confundir Fé com Estado, é preciso garantir a conquista centenária do nosso Estado laico. Não compactuamos com a perigosa combinação de fé e campanha eleitoral. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Respeitem nossa fé e a nossa cidade!

Abaixo Assinamos:

Assine aqui: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N30949

Anúncios