O deputado José Guimarães (PT-CE) toma posse heje, 20, como novo líder do PT na Câmara
O deputado José Guimarães (PT-CE) toma posse heje, 20, como novo líder do PT na Câmara

O seu nome foi aclamado na noite de ontem (18) pela bancada durante jantar de confraternização oferecido aos parlamentares do PT pelo presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS).

O atual líder, Jilmar Tatto (PT-SP), antecipou a sucessão, que normalmente ocorre em fevereiro, em razão de ter aceitado o convite para ser o secretário de Transportes do município de São Paulo, a partir do dia 1º de janeiro, na administração do petista Fernando Haddad.

Guimarães afirmou que 2013 será um ano de grandes tarefas e desafios para toda a Bancada do PT. “Estaremos firmes na defesa do governo Dilma e dos projetos que beneficiam toda a sociedade brasileira”, disse. Ele lembrou que no ano que vem completam-se dez anos do PT à frente do governo federal. “Devemos celebrar as conquistas realizadas no período, como o combate às desigualdades sociais e regionais. O Brasil transformou-se profundamente com Lula e damos prosseguimentos às mudanças com o governo Dilma”.

Além da pauta do Parlamento, Guimarães apontou também as tarefas específicas do Partido dos Trabalhadores. “Vamos estreitar as relações com o partido e participar ativamente dos trabalhos preparatórios para o Processo de Eleições Diretas (PED), no ano que vem. O PED é um método instituído desde 2001, através do qual os filiados elegem seus dirigentes em todo o país, de forma direta e democrática. Com mais de 1,5 milhão de petistas de carteirinha, o PT é o único partido brasileiro que adota esse sistema. O V Congresso do PT, possivelmente no começo de 2014, também demandará esforços da bancada, observou Guimarães.

No jantar de confraternização, estavam presentes, entre outros, o líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e os ministros Marta Suplicy (Cultura), Paulo Bernardo (Comunicações) e Pepe Vargas ( Desenvolvimento Agrário).

Perfil – Nascido em 1959, José Nobre Guimarães formou-se advogado pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Filho de agricultores de Quixeramobim, sertão central do Ceará, chegou a Fortaleza em 1977. Morou na Casa do Estudante, foi aluno do Liceu do Ceará e, na universidade, ingressou no movimento estudantil, quando dirigiu o Centro Acadêmico Clóvis Beviláqua (Direito).

Atuou no movimento sindical e no Comitê Brasileiro pela Anistia. Como bancário, esteve na linha de frente da histórica greve de 1979. Filiou-se ao PT em 1985 e no mesmo ano coordenou a campanha vitoriosa de Maria Luiza à prefeitura de Fortaleza. Presidiu o PT cearense de 1991 a 2000 e coordenou as campanhas de Lula em 1989 e 2002.

Em 2000 assumiu mandato de deputado estadual, sendo reconduzido à Assembleia Legislativa em 2002. Liderou a bancada petista, integrou as principais comissões e foi relator-geral do Orçamento do Estado.

Em 2006 foi eleito deputado federal, tendo sido o mais votado do PT. Propôs a Frente Parlamentar pela Redução da Jornada de Trabalho sem Redução de Salários e defendeu a concentração dos recursos do pré-sal em investimentos no Nordeste, visando corrigir distorções históricas. Teve aprovado projeto que obriga a aplicação de recursos dos fundos constitucionais nas próprias regiões, protegendo a economia de áreas mais pobres. Em 2010 foi o segundo deputado federal mais votado do Ceará, com 210,3 mil votos distribuídos por todos os 184 municípios cearenses. Atualmente, é vice-líder do Governo na Câmara dos Deputados.

Equipe PT na Câmara

Foto: Gustavo Bezerra

Anúncios