pt-lula-dilma

A presidenta Dilma Rousseff teve seu nome lançado oficialmente como pré-candidata do PT à Presidência da República. O ato aconteceu durante o 14º Encontro Nacional do partido, em São Paulo.

Ele foi aclamada por uma multidão de milhares de militantes e por políticos petistas e de outros siglas aliadas ao governo. O lançamento foi feito pelo presidente do PT, deputado Rui Falcão, e endossado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se disse estar pronto para entrar na campanha de Dilma.

Dilma afirmou que estava se sentindo honrada com o lançamento de sua pré-candidatura à reeleição. Ela lembrou os avanços obtidos pelo País nos governos do PT e afirmou que é necessário dar continuidade ao trabalho.

“Fizemos muito, mas temos a certeza que teremos que fazer muito mais”, afirmou a presidenta.

Dilma garantiu que o governo decidiu apostar no futuro e, por isso, mantém o compromisso de distribuir renda e promover a inclusão social.

Para o ex-presidente Lula, não existe outra candidatura no partido que não seja a de Dilma, desmentindo o que afirma parte da imprensa.

“Tenho visto nos jornais coisas absurdas”, observou Lula,

Ele contou que fará uma viagem ao exterior na próxima semana e que entrará de uma vez por todas na campanha da presidenta quando retornar.

Insanidade – O ex-presidente comentou sobre as sucessivas decisões judiciais em desfavor de José Genoino e José Dirceu, condenados e presos na AP-470.

Ele disse que parece existir algo pessoal contra os petistas, mas, na verdade, é contra o PT.

“O medo que eles têm é que a Dilma seja reeleita e em 2018 ou o Lula volte. É uma insanidade”, afirmou Lula.

Por Edson Luiz, da Agência PT de Notícias

Anúncios