ProgramaPT

Convocatória aos diretórios municipais, setoriais, candidaturas, sindicatos e militância,

Em 1980 construímos um instrumento de luta essencial à classe trabalhadora brasileira e latino-americana, o PT. Desde então fomos incansáveis na luta contra o capitalismo neoliberal, organizamos trabalhadores na Central Única dos Trabalhadores e ocupamos as praças e avenidas em defesa de outro mundo possível. Disputamos nas ruas e nas urnas, sendo muitas vezes derrotados nas urnas pela elite nacional, organizada em partidos conservadores e no oligopólio da mídia.

Doamos nossas vidas a um projeto de sociedade e 22 anos após a fundação do PT, elegemos o primeiro operário presidente, o companheiro Luiz Inácio Lula da Silva. Não foi fácil governar o país tendo de conciliar interesses de classes e corporações antagônicas, com a burguesia ainda exercendo sua hegemonia no Congresso Nacional. Mas ainda assim conseguimos frear o neoliberalismo, reposicionar o Estado brasileiro como principal agente do desenvolvimento econômico e social, reduzir a pobreza, gerar emprego e renda, implementar uma política externa soberana e pós-colonial, fortalecendo a unidade latino-americana e construindo coordenações regionais em defesa de um mundo multipolar.

Cometemos erros no caminho, mas nada que fosse capaz de deslegitimar nosso partido e nosso projeto de sociedade, por isso mesmo reelegemos Lula sob forte ataque midiático e elegemos a primeira mulher presidenta, a companheira Dilma Rousseff. A imagem daquela jovem que lutou contra a ditadura e encarou de frente seus torturadores deu lugar à imagem de uma presidenta que foi capaz de dar continuidade ao ciclo de avanços e conquistas iniciado em 2003. Atravessamos uma crise econômica que gerou desemprego e redução de direitos nos ditos países desenvolvidos sem recorrer às políticas de austeridade, fortalecendo o mercado interno, mantendo a geração de emprego e a política de valorização do salário mínimo. Hoje, filhos de pedreiros, cozinheiras e camponeses têm acesso às universidades públicas ou privadas e podem acessar melhores empregos e conquistar maiores salários, com mais expectativa de vida e esperança de um futuro melhor. Essa talvez tenha sido a principal obra dos governos Lula e Dilma: resgatar a auto-estima do povo brasileiro.

Eis que todos esses avanços e conquistas, ainda que insuficientes diante de tudo que sonhamos, estão novamente ameaçados. Eis que a elite brasileira e o oligopólio da comunicação se organizam novamente para nos impor uma derrota e proteger seus privilégios. Disfarçados com uma nova vestimenta, que nega a política e a importância dos partidos para ludibriar a população, apresentam-se como a renovação da política brasileira, embora representem um projeto antigo de dominação e exploração. Cabe a nós, portanto, mais uma vez, resistir, apresentar nossas reivindicações e defender os direitos que conquistamos com tanta luta e suor.

A Direção Estadual do Partido dos Trabalhadores, a Secretaria Estadual da Juventude do PT e a Central Única dos Trabalhadores convocam a militância do PT, os diretórios municipais, os setoriais, as candidaturas do partido, os sindicatos, movimentos populares, trabalhadores e estudantes a ocupar as ruas de Natal no próximo dia 25 de setembro, quinta-feira, numa grande MOBILIZAÇÃO POPULAR EM DEFESA DA REELEIÇÃO DA PRESIDENTA DILMA E DA SOBERANIA DO POVO BRASILEIRO. A concentração será às 13h, ao lado do IFRN (Av. Salgado Filho), de onde seguiremos em marcha em direção ao centro da cidade, defendendo a pauta da classe trabalhadora e a reeleição da presidenta Dilma.

Contamos com o empenho de cada militante para a mobilização, pois queremos marcar o dia 25 de setembro de 2014 como um dia histórico, um dia em que ocupamos as ruas em defesa de nosso projeto de sociedade e de outro mundo possível. Ao lado dos filhos da margem não nos faltará coragem! Até que tudo cesse, nós não cessaremos!

Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores

Central Única dos Trabalhadores

Secretaria Estadual da Juventude do PT

Anúncios