reformap

O Partido dos Trabalhadores (PT) comemorou, na terça-feira (10), 35 anos de luta. A data é marcada pela agremiação como Dia Nacional de Mobilização e Coleta de Assinaturas pela Reforma Política. A campanha idealizada pelo partido tem como intuito colher 1,5 milhões de assinaturas para que o projeto possa tramitar no Congresso Nacional.

O aniversário do partido foi oficialmente comemorado em ato público em Belo Horizonte (MG) na sexta-feira (6). A noite teve um discurso quase unânime: o partido se unir contra a campanha de ódio, rebater boatos e compartilhar informação.

O evento contou com a presença de integrantes do diretório nacional do PT, parlamentares, governadores, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da presidenta Dilma Rousseff, dirigentes de partidos aliados e do convidado especial, o presidente do Uruguai, José Mujica.

Na rede social Facebook, a Secretaria Nacional de Organização do PT criou um evento para divulgar a proposta, que já conta com mais de 5,6 mil adesões. Militantes e filiados do partido estão convidados a criar pontos para coleta de assinaturas em suas cidades. Os interessados em aderir à proposta também podem procurar os diretórios municipais do PT.

O projeto de reforma política defendido pelo PT tem como intuito fortalecer a democracia, fomentar a participação social e tornar mais transparente o Processo Eleitoral do país. A coleta de assinaturas será realizada até junho. Após esta fase, a iniciativa será encaminhada ao Congresso Nacional como Projeto de Iniciativa Popular pela convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte exclusiva e soberana dedicada a realizar mudanças no sistema político brasileiro.

“Essa é uma tarefa de todos nós, militantes e filiados do Partido dos Trabalhadores”, destaca a vice-presidenta do partido e coordenadora da campanha, Gleide Andrade, em vídeo dedicado à mobilização.

“Assine com o PT. Para mudar, tem que assinar”, completa.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Anúncios