jose

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF), na segunda-feira (5), a abertura de inquérito para investigar o senador José Agripino Maia (DEM-RN) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O parlamentar é acusado pela PGR de ter recebido propina da empreiteira OAS nas obras do estádio construído para a Copa do Mundo de 2014 em Natal (RN), a Arena das Dunas.

O nome de Agripino surgiu durante as investigações da Operação Lava Jato. A PGR, no entanto, pediu que o inquérito não seja remetido ao relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Teori Zavascki.

Os documentos foram enviados ao presidente do Supremo, ministro Ricardo Lewandowski, para sortear o relator do caso. A petição tramita em sigilo e o inquérito ainda não foi aberto.

Em março, a ministra do STF Carmen Lúcia autorizou a abertura de inquérito para investigar a denúncia de que Agripino teria recebido R$ 1 milhão do empresário George Olímpio para defender a implantação do sistema de inspeção veicular no Rio Grande do Norte.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Anúncios