pt rn

No dia 21 de outubro de 2015, quando uma fração truculenta e conservadora da nossa sociedade realizava mais um ato de injúria, calúnia e difamação contra o ex-presidente Lula e contra a presidenta Dilma, quando pouco mais de 10 manifestantes defendiam o impeachment da presidenta Dilma e atentavam contra a democracia brasileira – sendo dois deles assessores de Rogério Marinho (PSDB) e Felipe Maia (DEM), um grupo de jovens militantes da UJS decidiu furar os bonecos infláveis que representavam Lula e Dilma, num ato simbólico contra o movimento golpista e em defesa da democracia.

Quando os bonecos infláveis perderam forma, tomou forma a violência e o fascismo. Manifestantes pró-impeachment agrediram não apenas os autores da ação, mas toda e qualquer pessoa identificada como de esquerda, petista ou comunista. Utilizaram inclusive armas de choque elétrico de uso proibido.

Quando os militantes da UJS foram algemados e estavam sendo conduzidos à viatura da PM, continuaram sendo agredidos pelos fascistas. A Polícia Militar, infelizmente, testemunhou as agressões aos militantes da esquerda e nada fez, demonstrando mais uma vez a quem serve o aparelho de repressão do Estado.

A Executiva Estadual do PT/RN repudia a violência física, verbal e militar dirigida contra militantes do PCdoB e do PT no último dia 21 de outubro, presta solidariedade aos militantes agredidos, ao mesmo tempo em que reafirma seu compromisso com a democracia e com a justiça social.

Combateremos todas as expressões do fascismo e  da violência como quem defende a própria vida, pois a naturalização do absurdo já foi responsável por muita barbárie na história da humanidade.

Executiva Estadual do PT/RN

Anúncios