Dez mil pessoas ocuparam as ruas da capital potiguar hoje (16), no “Dia nacional de mobilização em defesa da democracia”. Aconteceram manifestações populares do mesmo tipo, em outras 80 cidades de todo Brasil, onde a pauta foi a defesa do mandato da presidenta Dilma Rousseff e a cassação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

No RN, os atos foram organizados pela Frente Brasil Popular, que conta com entidades como CUT, CTB, MST, UNE, PT, PCdoB e Levante Popular da Juventude.

A concentração ocorreu em frente ao IFRN – Campus Central. Após as 16h30min, os manifestantes seguiram em caminhada pela Av. Salgado Filho e BR 101, até a Praça da Árvore, no bairro de Mirassol.

O Presidente do PT/RN Eraldo Paiva avaliou o ato de forma muito positiva. Para ele, a sociedade começou a perceber que a abertura do processo de impeachment se tratava de um golpe de Eduardo Cunha e de partidos que não se conformaram com a derrota nas últimas eleições. “O ato de hoje foi bonito, participativo, tudo transcorreu em paz. Continuaremos ocupando as ruas para defender o mandato legítimo da presidenta Dilma e a democracia brasileira”, disse Paiva.

 

 

Anúncios