mstpt2-680x515

 

Foram assassinados, nesta semana, o Presidente do PT de Mogeiro (PB) e assentado da reforma agrária, Ivanildo Francisco da Silva, e dois militantes do MST do acampamento Dom Tomás Balduíno, em Quedas do Iguaçu, no Paraná. Os crimes ocorreram na última quarta (06) e quinta-feira (07), respectivamente. Acredita-se que eles foram vítimas do latifúndio e do conflito agrário nas regiões.

De acordo com o deputado estadual Frei Anastácio (PT/PB), o assassinato do presidente do PT de Mogeiro pode ser um dos vários crimes encomendados por um grupo de proprietários de terras da região do Agreste. “É a volta do crime organizado no campo, por pessoas poderosas”, afirmou o deputado.

No Paraná, o MST informou que são, pelo menos, dois mortos e cerca de 20 feridos – o número exato ainda não foi confirmado -, pois a Polícia Militar está impedindo a aproximação de integrantes do Movimento no local. De acordo com o grupo, seguranças e jagunços da madeireira Araupel participaram da ação, junto com a PM.

O mandato do deputado estadual Fernando Mineiro (PT/RN) se solidariza com as famílias das vítimas e pede a punição dos culpados.

*Com informações dos sites do deputado Frei Anastácio e da CUT.

Anúncios