Artistas do Rio Grande do Norte continuam ocupando o prédio d o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Natal. A ocupação começou na tarde da última terça-feira (17) e não tem data para terminar. Segundo os manifestantes, a ocupação tem uma média de rotatividade diária de 200 pessoas e conta com oficinas culturais, aulas públicas e mostras de cinema.

O Iphan é o único equipamento do Ministério da Cultura no Rio Grande do Norte.

“Ao final de cada dia de ocupação nós realizamos uma plenária para avaliar o dia e pensar nas ações do dia seguinte, sempre articuladas com as demais ocupações pelo Brasil. Até então não foi definida uma data para o fim da ocupação”, explicou Rodrigo Bico, ator e militante da cultura no estado.

Amanhã (20), a partir do meio dia, a Frente Brasil Popular convida sua militância a realizar um ato de solidariedade à ocupação do Iphan.

 

Anúncios