No primeiro debate com os candidatos a prefeito, Mineiro mostrou por que é o mais preparado para administrar Natal. Durante os quatro blocos do programa, ele falou sobre os problemas da cidade, apresentou suas propostas e defendeu um novo modelo de gestão, com mais participação popular, para nossa capital.

Confira:

Educação

No primeiro bloco do debate, Mineiro perguntou ao candidato Freitas Junior sobre as propostas dele para o Ensino Fundamental. O petista destacou que, de 2012 a 2016, o número de crianças matriculadas nas escolas municipais variou pouco. Ele afirmou que é preciso “priorizar e garantir a educação das crianças de Natal”.

Juventude

Diante do crescimento de 320% no índice de homicídios contra os jovens de Natal, registrado de 2003 a 2013, Mineiro questionou por que Carlos Eduardo Alves se recusou a assinar a adesão ao Plano “Juventude Viva”, que reúne uma série de ações com o objetivo de reduzir a vulnerabilidade e a violência letal contra a juventude negra.

O prefeito disse desconhecer o plano. Mineiro, porém, lembrou que convidou representantes do município para debater o tema em diversas ocasiões, como em audiências públicas promovidas por seu mandato na Assembleia Legislativa.

Mineiro afirmou que vai enfrentar a violência letal contra a juventude, com uma rede de ações culturais, educacionais e sociais. “Vamos trazer a juventude para a gestão”, declarou o candidato.

Mulheres

Mineiro questionou Robério Paulino sobre suas propostas para enfrentar a violência contra as mulheres em Natal. O candidato do PSOL falou em “construir delegacias”, mas foi lembrado por Mineiro que essa é uma função do Governo do Estado.

“Nós vamos criar o Programa Municipal de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, criar as casas de passagem e priorizar o atendimento às mulheres vítimas de violência”, pontou Mineiro.

Saúde

Mineiro criticou a falta de prioridade da gestão de Carlos Eduardo com a atenção primária à Saúde. Ele disse que o descaso nessa área é o “retrato da atual administração municipal”.

“Em Nossa Senhora da Apresentação, maior bairro de Natal, só há duas unidades de atenção primária. Vamos expandir a Estratégia de Saúde da Família, continuar a reforma dos postos e garantir pessoal, equipamento e medicamentos para atender à demanda”, afirmou.

Zona Norte

Mineiro quis saber sobre as propostas da candidata do PSDB, Márcia Maia, para desenvolver a Zona Norte, onde se concentram 40% da população de Natal, mas que foi abandonada pelas sucessivas gestões municipais.

Ele disse que irá criar o Plano de Desenvolvimento Integrado da Zona Norte. “Vamos integrar as ações econômicas, sociais e culturais. Além disso, também iremos fazer a integração interbairros, criar ciclovias, apoiar os pequenos e médios empresários e incluir a região ao programa Pacifica Natal”, anunciou.

Transparência

Ao ser questionado sobre o tema transparência, Mineiro disse que em seu programa de governo, registrado no TRE, há um item sobre modernização da máquina pública.

“Vamos fazer o governo eletrônico, criar mecanismo para a população acompanhar a arrecadação e aplicação de recursos e incentivar as pessoas a contribuírem para a melhoria da cidade”, pontuou.

Ele observou que, ao longo da sua trajetória política, sempre prestou contas à sociedade. “Quem conhece a minha história sabe que sempre pautei minhas ações pela transparência. A única garantia que a gente tem para enfrentar os desvios de recursos e a corrupção é com transparência”, enfatizou.

Esporte

Mineiro criticou a falta de políticas públicas de incentivo ao esporte amador em Natal. Ele lembrou que a reforma do Palácio dos Esportes se arrastou por quase quatro anos.

Para o petista, é preciso “fazer outro tipo de política nessa área, articulando grupos que trabalham com esporte, lazer e cidadania”.

“Eu acompanho muitos grupos que fazem esporte sem nenhum apoio da Prefeitura. Não adianta ter ginásio, mas esse equipamento não ser usado. Natal é a única capital que não tem praça de skate. Vamos integrar esporte com cidadania”, frisou.

Mineiro lembrou que a atual gestão perdeu os recursos para a construção da Praça da Juventude. Ele assegurou que irá “cuidar dos espaços públicos de maneira totalmente diferente da atual gestão”.

Região Metropolitana

Mineiro tratou sobre a importância de articular a governança com os demais municípios da Região Metropolitana de Natal (RMN). Ele destacou que a atual gestão da capital “não chamou para si essa responsabilidade”.

“Vamos articular a governança metropolitana, retomar o Conselho Metropolitano e incentivar a questão dos consórcios, para enfrentarmos os problemas comuns, como  a mobilidade, a saúde e a segurança”, disse.

Ele acrescentou que irá convidar os demais prefeitos para debater esse tema. “Natal tem a tarefa de chamar para si a responsabilidade por ser a maior cidade da RMN. É o caminho para enfrentarmos os principais problemas da cidade”.

Emprego e Renda

Mineiro falou, ainda, sobre a importância de estimular a criação de emprego e renda em Natal. Para isso, ele disse que irá investir em três frentes, através do apoio ao Turismo, da criação de uma política de inovação tecnológica e da implantação do programa “Natal Empreendedora”, para dar apoio aos micro e pequenos empresários da cidade.

“A Prefeitura não pode ficar assistindo e culpando a crise. Precisamos ser proativos nessa área, com ações integradas, diálogo e articulação com todos os setores produtivos da cidade”.

Considerações Finais

No encerramento do debate, Mineiro alertou que “não dá para votar em um candidato que diz que sua única qualidade é ser menos ruim que Micarla”, numa referência ao atual prefeito, Carlos Eduardo Alves.

“Eu e a Carla, nossa vice, estamos discutindo a Natal como a gente quer: uma cidade com democracia, diálogo e que seja boa para se viver”, declarou.

Ele destacou, ainda, que a chapa do PT e do PC do B é á única que se posiciona contra o golpe desferido contra a presidenta Dilma. Mineiro convocou a população a votar nos(as) candidatos(as) a vereador dos dois partidos, para renovar também a Câmara Municipal de Natal.

Anúncios