A população natalense ocupou novamente as ruas, na tarde de sexta-feira (30), para marchar contra as reformas na aposentadoria e nos direitos trabalhistas, defendidas pelo governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB) e seus aliados do PSDB e do DEM.

De acordo com a organização do evento, cerca de 10 mil pessoas participaram do protesto, convocado por centrais sindicais ((CUT, CTB, UGT, CGTB, CSB, NCST, Conlutas e Força Sindical), movimentos sociais e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT), a deputada federal Zenaide Maia (PR) e a senadora Fátima Bezerra (PT) participaram da caminhada, que saiu da concentração em frente ao IFRN Central, seguiu pela Av. Salgado Filho e terminou nas proximidades da Árvore de Mirassol.

Além de pedir o fim das reformas que retiram direitos da classe trabalhadora, os manifestantes pediram a saída do presidente ilegítimo Michel Temer, denunciado pelo crime de corrupção passiva pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot.

Temer, porém, não foi o único alvo do protestos. As pessoas deixaram claro, com palavras de ordem, cartazes e até um boneco gigante, seu repúdio aos senadores Garibaldi Alves Filho (PDMB) e José Agripino Maia (DEM), à bancada potiguar na Câmara Federal, principalmente ao deputado federal e relator da Reforma Trabalhista Rogério Marinho (PSDB) , e, finalmente, ao governador Robinson Faria (PSD).

Foto: Vlademir Alexandre.

Anúncios