Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (3) mostra que tem crescido o apoio da população a ideias próximas à esquerda, na questão política. De acordo com o levantamento publicado pelo jornal “Folha de S. Paulo”, o resultado do levantamento aponta uma “movimentação do perfil ideológico do brasileiro para a esquerda”.

“O quadro é apontado por pesquisa do Datafolha que mede a inclinação ideológica no país. As perguntas elaboradas buscam demarcar as diferenças entre convicções associadas à direita e à esquerda, em temas econômicos e comportamentais”, diz o jornal.

A pesquisa destacou, por exemplo, uma maior sensibilização do brasileiro sobre questões que envolvem igualdade. De acordo com o levantamento, subiu de 58% para 77% o total daqueles que acreditam que a pobreza está relacionada à falta de oportunidades iguais para todos. A última pesquisa havia sido realizada em 2014.

Além disso, caiu de 37% para 21% a parcela dos que acreditam que a pobreza seria resultado de preguiça. A tolerância à homossexualidade passou de 64% para 74%; a aceitação de imigrantes pobres subiu de 63% para 70%; e a rejeição à pena de morte subiu de 52% para 55%.

Apesar disso, cresceu a defesa do porte de armas (de 35% para 43%). A posição em defesa do desarmamento teve queda de 7 pontos percentuais, saindo de 62% para 55%. Finalmente, 80% da população se manifestam de forma conservadora em relação às drogas, favoravelmente, portanto, à proibição.

A pesquisa foi realizada entre 21 e 23 de junho. Foram feitas 2.771 entrevistas em 194 cidades. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%.

De acordo, ainda, com a pesquisa, o somatório de esquerda e centro-esquerda representa 41% da população, ante 35% registrados pelo levantamento de 2014. Já a direita e centro-direita caíram de 45% para 40%. O centro permaneceu com 20%.

Fonte: Agência PT.

Anúncios