A presidenta nacional do PT, senadora  Gleisi Hoffmann, ouviu as demandas da juventude do partido em encontro após o Diretório Nacional do PT, na noite desta quinta-feira (6). Na reunião, os jovens falaram de suas demandas e também sobre como gostariam de ter mais espaço e participação dentro do partido.

Pontuando que o encontro era um primeiro passo para o estreitamento da relação, a presidenta sugeriu maior protagonismo dos jovens no ativismo digital do partido. “É preciso ir para os estados, ver o que está sendo feito. Como o Midia Ninja se formou, o Jornalistas Livres? Nós temos uma rede”, lembrou.

A ideia, segundo ela, é priorizar ainda mais a juventude e fornecer uma maior estrutura para o setorial, dentro das possibilidades do partido. Gleisi afirmou, no entanto, que neste momento não poderá atender a reivindicação de 5% do orçamento para o setorial, mas que isso estará entre as prioridades financeiras do partido.

“A Juventude do PT tem a linguagem para dialogar com os jovens do País, mas não tem as condições estruturais para isso”, afirmou Raoni, membro da Executiva da Juventude Nacional do PT.

Vários jovens falaram da falta de espaço dentro do partido, mesmo após a implantação das cotas etárias em 2011.

Ampliar a comunicação com os jovens foi outro ponto abordado na reunião. Para Vivi, vogal da executiva estadual de São Paulo, é preciso compreender melhor a juventude brasileira. O vice-presidente do PT Marcio Macedo, que também participou da reunião, concordou e sugeriu que fosse feito um estudo pela fundação Perseu Abramo (FPA) para mapear essa camada da população. “A juventude do PT não está pedindo passagem, está se anunciando”, avaliou.

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi uma pauta que emergiu em vários momentos. O tema foi destacado por João Paulo Farina, Secretário Nacional de Juventude, que lembrou a importância de se construir a candidatura do ex-presidente. “A juventude tem que estar de mãos dadas com Lula”, afirmou Caiqui.

Najara, do Diretório nacional, afirmou que a candidatura de Lula será a principal pauta de unidade em 2018. A jovem também destacou que comunicação não é um investimento para o partido.

A militante Sara lembrou que a defesa de Lula foi uma das pautas que mais unificou os estudantes do PT no último Congresso da UNE, que ocorreu em junho, em Belo Horizonte.

Segundo Farina, a juventude levou mais de mil delegados para o Congresso da União Nacional dos Estudantes, o que foi uma demonstração da força da juventude do PT.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Anúncios