A senadora Fátima Bezerra (PT/RN) foi a representante do Nordeste mais bem colocada na 10ª edição do prêmio Parlamentar do Ano, promovido pelo portal Congresso em Foco. O primeiro lugar entre os políticos do Nordeste veio tanto na votação popular como na eleição realizada pelos jornalistas que cobrem o Congresso. No ranking geral, Fátima ficou em 6º lugar na votação do público pela internet e em 7º pelo voto dos jornalistas. O senador campeão de votos pela internet foi Magno Malta (PR/ES), seguido de Ana Amélia (PP/RS) e Paulo Paim (PT/RS). Na votação dos jornalistas, os mais bem colocados foram Randolfe Rodrigues (Rede/AP), Paulo Paim (PT/RS) e Álvaro Dias (Podemos/PR).

A parlamentar potiguar foi a única senadora votada do Rio Grande do Norte porque, pelos critérios adotados na premiação, só concorrem ao prêmio políticos que não respondem a inquéritos no Supremo Tribunal Federal. Como José Agripino Maia (DEM) responde a quatro inquéritos e Garibaldi Filho (PMDB) é investigado em um procedimento no Supremo, os dois foram eliminados e nem chegaram a concorrer.

O mesmo critério de eliminação ocorreu na votação dos melhores deputados. Rogério Marinho (PSDB), Fábio Farias (PSD), Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB) também ficaram de fora porque respondem, juntos, a oito inquéritos no STF. O campeão é o tucano Rogério Marinho (PSDB), investigado em cinco procedimentos por corrupção, lavagem de dinheiro, crimes contra a ordem tributária, falsidade ideológica e peculato.

Na votação pela internet, a deputada mais bem colocada do Rio Grande do Norte foi Zenaide Maia (PR), na 50ª colocação, com 914 votos. Ela foi seguida pelos deputados Antônio Jácome (103º), Beto Rosado (125º) e Rafael Motta (139º)

Beto Rosado (PP) foi o único deputado federal do Rio Grande do Norte que recebeu voto dos jornalistas e ficou na 50ª colocação. Os deputados Antônio Jácome (Podemos), Rafael Motta (PSB) e Zenaide Maia (PR) não foram votados pelos jornalistas.

Critérios

O prêmio Parlamentar do Ano, promovido pelo portal Congresso em Foco, chegou à décima edição e já virou uma tradição entre os congressistas. O diretor-executivo do portal Edson Sardinha comentou em setembro o alto índice de parlamentares investigados do Rio Grande do Norte. O critério de eliminação, segundo ele, foi criado para evitar injustiças.

– A bancada do Rio Grande do Norte apresenta índice de parlamentares com acusações criminais no Supremo Tribunal Federal acima da média do Congresso, que gira em torno de 40%. Outros estados também apresentam índices semelhantes. O prêmio não tem o papel de atuar como juiz nem referendar as acusações feitas pela Procuradoria Geral da República. Várias dessas investigações podem ser arquivadas ao longo da tramitação no Supremo. Mas decidimos utilizar esse critério para evitar que congressistas com ficha corrida possam ser eventualmente premiados em detrimento de parlamentares sobre os quais não recai no momento suspeitas de crimes.

 

Potiguares na eleição de Parlamentar do Ano, do Congresso em Foco

 

SENADO FEDERAL*

 

Júri popular

6º Fátima Bezerra (PT) – 14.923 votos

 

Júri jornalistas

7º Fátima Bezerra (PT) – 10 votos

Os senadores José Agripino Maia e Garibaldi Alves Filho foram eliminados porque são investigados pelo Supremo Tribunal Federal

 

CÂMARA FEDERAL*

 

Júri Popular

50º Zenaide Maia (PR) – 914 votos

103º Antônio Jácome (Podemos) – 352 votos

125º Beto Rosado (PP) – 260 votos

139º Rafael Motta (PSB) – 228 votos

 

Júri jornalistas

50º Beto Rosado (PP) – 2 votos

Antônio Jácome, Rafael Motta e Zenaide Maia não receberam votos deste júri

*Os deputados Rogério Marinho (PSDB), Fábio Farias (PSD), Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB) foram eliminados porque são investigados pelo Supremo Tribunal Federal

 

Fonte: Agência Saiba Mais

Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil

Anúncios